Blog

sexta-feira, 13 de janeiro de 2023

Como ter um espaço multifuncional

Dicas da My Home

Espaços multifuncionais são práticos e ótimos para organizar ambientes pequenos.

Ter um lar organizado, funcional e confortável é o que mais queremos para enfrentar a correria do dia a dia. Mas isso nem sempre é fácil, principalmente quando vivemos em espaços limitados.

Casas e apartamentos pequenos são cada vez mais comuns, especialmente nas grandes cidades, onde a vida costuma ser muito agitada. E, com a popularização do home office, passamos cada vez mais tempo em nossas residências.

Assim, os espaços multifuncionais surgem como alternativas perfeitas para quem quer praticidade na rotina e aproveitar bem cada cantinho de sua casa ou do seu apê.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas sobre como ter espaços multifuncionais. Para ficar por dentro do que é esta tendência e transformar a sua casa de forma criativa, continue a leitura!

Mas, afinal, o que é um espaço multifuncional?

Um lugar, várias funções. 

Um espaço multifuncional é um ambiente que desempenha uma ou mais funções. Um cômodo que serve, ao mesmo tempo, de dormitório e de escritório é um exemplo muito comum de espaço multifuncional.

O principal objetivo da criação deste tipo de espaço é proporcionar a integração de ambientes de maneira que a área disponível da residência seja otimizada e atenda adequadamente a todas as funções desejadas. Além disso, estes espaços visam proporcionar ampla circulação de ar, melhor aproveitamento de luz natural e fácil comunicação entre os cômodos e os moradores.

Neste sentido, através da retirada das divisões rigorosas e tradicionais, a integração dos cômodos não apenas provoca a sensação de amplitude, mas efetivamente gera mais espaço nas residências.

Agora que você já sabe o que são os espaços multifuncionais, confira as nossas dicas.

(Acervo: My Home Móveis Planejados)

Defina quais espaços serão combinados

Comece refletindo sobre as necessidades que você tem no dia a dia.

Para aproveitar bem a área disponível, é indispensável que você conheça as suas reais necessidades e decida quais ambientes da sua residência podem efetivamente desempenhar mais de uma função.

Ao definir quais serão os ambientes integrados, leve em conta a funcionalidade, o conforto e a boa circulação. Para ajudar você nessa escolha, trazemos algumas ideias de espaços que podem ser combinados:

  • Sala de estar e sala de jantar: combinação clássica da arquitetura brasileira, une dois ambientes sociais da casa e ainda é muito atual. É uma ótima opção para quem gosta de reunir a família à mesa e, ao mesmo tempo, ter a TV por perto para assistir algo ou ouvir música.
  • Cozinha e sala de jantar: para muitos, a cozinha é o espaço mais acolhedor da casa. Se você é do tipo de pessoa que adora cozinhar e conversar, esta é a opção perfeita. Enquanto a comida não sai, a família inteira e os convidados podem ficar no mesmo ambiente, trocando ideias, auxiliando nos preparos da refeição e desfrutando da boa companhia.
  • Cozinha, sala de jantar e sala de estar: esta opção une os três ambientes mais sociais da casa e permite a criação de um ambiente totalmente amplo, onde todas as pessoas presentes podem se ver e se comunicar. Assim, é uma ótima opção para quem adora receber visitas e ter a casa cheia.
  • Quarto e escritório:  o isolamento social ocasionado pela pandemia evidenciou a necessidade de termos um local próprio para trabalho e estudo. Assim, unir o dormitório e o escritório é uma opção funcional e que garante privacidade, visto que, neste caso, os ambientes, embora integrados, ficam isolados do restante da residência.
  • Sala de estar e escritório: a união entre sala de estar e escritório funciona na mesma lógica da opção anterior, mas é um pouco menos reservada. Assim, você deve refletir sobre como é o seu sistema de trabalho e escolher a melhor opção para a sua realidade.
  • Varanda e cozinha ou varanda e escritório ou varanda e sala de estar: a possibilidade de combinar a varanda com outros espaços da casa propicia o melhor aproveitamento da luz natural e a criação de espaços extremamente aconchegantes e ventilados. Se tiver uma varanda, estude bem as possibilidades. Depois é só aproveitar a luz e a vista!

Escolha um mobiliário versátil e prático

Móveis são uma ótima opção para demarcar os diferentes espaços.

Na ausência de paredes e divisórias tradicionais, a organização dos móveis é fundamental para delimitar os ambientes. Por isso, planeje o formato e a posição da mobília pensando na praticidade e na fácil circulação.

Em ambientes integrados, os móveis devem conversar entre si e, geralmente, atendem a várias funções ao mesmo tempo. Por isso, aposte em ilhas, baús integrados, sofás-cama, móveis embutidos e dobráveis.

Neste sentido, um serviço de marcenaria bem planejado pode trazer ótimas soluções. Para aproveitar áreas ociosas, invista em nichos, prateleiras e armários planejados. Assim, você transforma paredes desocupadas, corredores e degraus em locais de armazenamento charmosos e úteis.

(Acervo: My Home Móveis Planejados)

Pense nas cores e nos materiais

A pintura e os revestimentos também modificam o espaço.

Os diferentes materiais de revestimento e as cores escolhidas também são instrumentos que ajudam na delimitação de determinados ambientes ou propiciam a sensação de continuidade e amplitude.

Tons neutros e claros, por exemplo, aumentam a sensação de amplitude. O mesmo piso utilizado em todo o ambiente provoca a sensação de continuidade. Tapetes, pinturas setorizadas e revestimentos, utilizados em locais específicos, delimitam diferentes espaços.

(Acervo: My Home Móveis Planejados)

Planeje bem a iluminação

Deixe a luz natural entrar. 

Sem a barreira das paredes, a luz natural pode se espalhar por mais ambientes. E, assim como outros elementos, a iluminação, dependendo de seu uso, pode ampliar o espaço ou delimitá-lo.

A luz pode fazer toda a diferença em seu espaço integrado. Por isso, faça um bom planejamento, aproveite a amplitude proporcionada pela luz natural e brinque com o efeito dos lustres, das lâmpadas e das luminárias, que podem destacar pontos específicos da casa.

Use a criatividade

Para ter um espaço integrado, você não precisa quebrar paredes.

Como demonstramos, há várias estratégias para criar espaços integrados e multifuncionais.

Caso você não queira ou não tenha condições de fazer mudanças estruturais na sua residência, você pode aproveitar melhor a área disponível sem quebrar paredes. Para isso, use a criatividade e transforme o seu espaço brincando com a pintura, com a luz, com a mobília e com os objetos.

Então, não perca tempo! Use as nossas dicas e coloque a mão na massa!

(Acervo: My Home Móveis Planejados)

Gostou do conteúdo?

Acesse também Como decorar espaços pequenos e saiba mais!

Compartilhar: